sábado, 15 de outubro de 2011

[outras palavras] deixar os sapatos à porta...



Mia Couto, na abertura do ano lectivo na Universidade em 2005, escreveu e leu uma “oração de sapiência” sobre um dos seus temas mais caros, o combate à pobreza e aos preconceitos enraizados. Ele começou por referir que não podemos entrar na modernidade com o actual fardo de preconceitos. "À porta da modernidade precisamos de nos descalçar.” E contou ”sete sapatos sujos” que necessitamos deixar na soleira da porta dos tempos novos... Um conjunto de ideias, atitudes e superstições, alguns apanágio da sociedade moçambicana, outros de quase todos os povos...

1º sapato - A ideia que os culpados são sempre os outros e nós somos sempre vítimas;
2º sapato - A ideia de que o sucesso não nasce do trabalho;
3º sapato - O preconceito de quem critica, é um inimigo;
4º sapato - A ideia que mudar as palavras muda a realidade;
5º sapato - A vergonha de ser pobre e o culto das aparências;
6º sapato - A passividade perante a injustiça;
7º sapato - A ideia de que para sermos modernos temos que imitar os outros.


Daqui.

2 comentários:

  1. Adorei a analogia dos sapatos :) muito bonita a ideia!

    ResponderEliminar
  2. É verdade, Mia Couto é genial!

    (um) beijo de mulata

    ResponderEliminar