segunda-feira, 18 de abril de 2011

[a tale of three cities] o café


I love New York, I'd live in Paris but...
in Mozambique everything is natural!

Para uma verdadeira apreciadora de café, como é o meu caso, ainda hoje é intensa a recordação do aroma do café de Iapala, colhido de madrugada pelo Sr. Trinta e torrado e moído em casa para estar pronto às sete da manhã, antes de começar as primeiras consultas no hospital... Depois de Iapala, o conceito de "fast coffee", começou a ter sentido...

3 comentários:

  1. Obrigada! É a paixão que me faz ser assim parcial... ;)

    (um) beijo de mulata

    ResponderEliminar
  2. Eu tambem adoro esta serie de posts; porque a paixao nao tem limites nem se esgota num unico destino. Muito bom

    ResponderEliminar