terça-feira, 13 de novembro de 2012

[exercícios africanos] how do i do it

 
video
 
A pedido de várias famílias, algumas já constituídas, outras em projeto, partilho convosco como é que eu faço os exercícios africanos com o baby-de-mulata para o preparar para uma ida a Moçambique. No vídeo podemos apreciar a D. Catarina, a parteira de Iapala, a colocar a neta na capulana.
(Iapala, Nampula)
Em voz-off, os comentários da minha amiga F.
 
Eu sei que faz impressão aquele momento em que a criança fica sem qualquer apoio nas costas dela mas, nesta técnica, não há mesmo outra maneira: as crianças têm de ficar muito quietinhas e a mãe não se pode mover para os lados, sob pena de a criança cair. Elas aprendem facilmente que não se podem mover. E também sentimos se a criança começar a resvalar, portanto conseguimos ampara-la. Mas enfim, eu, pessoalmente, como sou um pouco azelha e o baby não tinha prática destes assados, começámos por praticar em cima da cama e com alguém ao lado para amparar. A pouco e pouco fomos ganhando prática e agora já conseguimos levar a cabo todo o processo sem ajuda de mais ninguém (embora com alguém por ali para dar uma mãozinha se for preciso) e sem cama ou tapete por baixo!
 
E pronto, é isto. Não precisam de agradecer! Sabem que gostamos de fazer serviço público. E de ter as mãos livres...
 
Adenda: Esqueci-me de referir que o baby-de-mulata não gosta de ver o mundo a partir das minhas costas, portanto tenho de passar rapidamente por baixo do braço para que ele venha para a frente... E eu também gosto mais de o ter nessa posição de canguru.

3 comentários:

  1. Isso comigo era 'baby esborrachado no chão' em 3... 2... 1. :)

    ResponderEliminar
  2. Por isso e´ que tenho sempre alguem por perto para dar uma maozinha...

    (um) beijo de mulata, miss curly hair, ou bem... snails!

    ResponderEliminar
  3. :) Há muito mais caracolada no mundo para além dos capilares. Tadinhos dos outros, há que dar-lhe algum protagonismo também. ;)

    ResponderEliminar